Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

UMA NOVA EXPERIÊNCIA,

EUREKA LABs

Anúncios

Read Full Post »

Um brinde à amizade.

Um brinde à amizade.

Boris e eu acabamos de completar 8 anos juntos.

Quantos obstáculos enfrentados, quantas alegrias compartilhadas, quanto aprendizado… E quando me pedem para falar sobre a importância dele em minha vida. Uma palavra basta: AMIZADE.

Sim, a mesma que tornou possível a realização de tantos sonhos, de tantos projetos construídos e compartilhados com verdadeiros amigos. Amigos que mais do que incentivar a perseguição de um sonho tiveram amizade suficiente para darem o melhor de si e torná-los realidade.

Assim foi construído o Instituto IRIS, que nasceu do acreditar de muitos amigos e hoje transforma a vida de tantas pessoas. Assim está nascendo esse jornal. Com a fé de muitos amigos em que há muitas boas notícias para nos darem a energia suficiente para
produzirmos mais boas notícias.

E a primeira boa notícia que eu gostaria de dar é que as verdadeiras amizades existem e são capazes de construir um mundo muito melhor.

Thays Martinez


abril2008

Read Full Post »

Read Full Post »

Reconhecidamente o desenho e o desenhar têm feito parte da história humana, tendo relevante papel no desenvolvimento e na cultura de nossa sociedade. Entretanto, essas atividades têm sido renegadas às pessoas cegas, impedindo-lhes o acesso e a manifestação do conhecimento gráfico.
A fim de se reverter essa história de exclusão, os pesquisadores Francisco J.Lima, da Universidade Federal de Pernambuco e José A. Da Silva, da Universidade São Paulo de Ribeirão Preto desenvolveram uma caneta ponteadora para produção de desenhos em relevo.

De baixo custo, bonita, prática e capaz de produzir alto relevo de excelente qualidade em papéis e acetato, facilmente encontrados no mercado, a caneta ponteadora permite a produção de desenho por e para pessoas com deficiência visual.
Simplesmente pressionando a caneta contra o papel, sobre um aparato de EVA composto de EPDM, a pessoa com deficiência visual pode produzir desenhos, mapas ou gráficos, acompanhando com uma mão o desenho que faz com a outra.
Recomendada principalmente como material didático e lúdico, esta caneta vem auxiliar profissionais de educação inclusiva no ensino de geometria, geografia, estatística, ou na ilustração de livros infantis para pessoas com deficiência visual.
Com a caneta ponteadora, crianças, jovens e adultos com deficiência visual terão a oportunidade de conhecer e explorar o mundo dos desenhos bidimensionais, tendo acesso a representações de prédios, igrejas, figuras de animais ou quaisquer outros objetos que antes só podiam imaginar, seja por estarem longe do alcance das mãos, seja por serem grandes demais, ou muito pequenos. A caneta vai resgatar a capacidade de expressar, representar objetos conhecidos ou imaginados, desenvolvendo e manifestando, assim, as habilidades artísticas e de criação, tão importantes para o desenvolvimento integral do ser humano.
Utilizada na estimulação de crianças com deficiência visual, a “caneta ponteadora” possibilita a educadores, pais e responsáveis por crianças um ensino mais lúdico, estimulando-lhes a criatividade, a imaginação e o tato.
E, importante : com orientação e treino, a caneta permitirá às pessoas com deficiência visual aprender a redigir o alfabeto em tinta, possibilitando-lhes receber ou deixar recados para pessoas que não sabem ler o braile.

Contatos e maiores informações
http://www.iris.org.br
Cei@ce.ufpe.br
limafj@usp.br
Jadsilva.ffcrp@usp.br

abril2008

Read Full Post »

Dra LINAMARA

Read Full Post »

Linamara Rizzo Battistella,
Secretária estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Em março de 2008, o governador do estado de São Paulo, José Serra, criou uma nova secretaria para cuidar dos direitos da pessoa com deficiência, escolhendo para o cargo a médica Linamara Rizzo Battistella que tem grande familiaridade com a área.
Por mais de 20 anos ela esteve à frente da Divisão de Medicina de Reabilitação do Hospital das Clínicas, e atuou como docente de disciplinas relacionadas com o tema na Universidade São Paulo. Seu currículo envolve parcerias internacionais, participação em comitês e conselhos relacionados com temas da natureza desta pasta.
A maior contribuição que pretende com a nova atribuição é organizar a comunicação e intercâmbio de ações entre os diversos serviços públicos para que as políticas e projetos, que até já existem e estão sendo implantadas pela atual gestão, possam atender e melhorar a vida das pessoas com deficiência.
Para a Dra. Linamara, cada setor ou divisão de serviço dos órgãos públicos tem suas abrangências bem definidas que devem ser reforçadas: “a Educação deverá assumir-se mais inclusiva. A Saúde, sempre preventiva, mas agilizando a demanda por reabilitação . O Transporte gerando acessibilidade para atender vários segmentos – como por exemplo os idosos que tem muitas necessidades em comum com os deficientes”.
Um destaque das idéias que a Secretaria pretende desenvolver será um trabalho conjunto com os profissionais que projetam os centros de desenvolvimento habitacionais urbanos, os CDHU e insere-se num campo pouco praticamente inexistente nas construções de baixa renda no Brasil que é o da arquitetura inclusiva. “Algumas unidades dos apartamentos dos conjuntos habitacionais deverão ter plantas destinadas a pessoas com deficiência física” conta a secretaria. E para isso, serão dotados de um terceiro quarto ( o padrão atual é de dois ) . Detalhes como portas mais largas e banheiros adaptados trarão uma nova perspectiva nunca antes dimensionada de valorização da cidadania da pessoa com deficiência trazendo melhor qualidade de vida para toda a família.
Outra abordagem inédita que a Dra. Linamara pretende é eliminar a falta de conectividade e informação entre os transportes intermunicipais e estaduais, uma malha que gera problemas que são pouco conhecidos pela população como a fuga ou desaparecimento de menores cerca de 16% são deficientes. Estas crianças acabam sofrendo violências de toda espécie e o mais triste é que sequer são reclamados pelas próprias famílias.
Assim como os idosos têm um calendário especial para a vacinação atendendo suas necessidades específicas, outros segmentos serão reclassificados, como por exemplo os portadores de síndrome de Down que também terão datas diferenciadas, inclusive por faixa etária.
Também a mídia vai ser chamada a colaborar no sentido de aproveitar seu poder de difundir informação e passar a utilizar uma nomenclatura mais adequada para definir algumas condições que continuam recebendo termos inapropriados por falta de medidas normativas neste sentido.
Talvez a maior ambição da Dra. Linamara seja trazer para a Secretaria uma gestão de resultados inspirada no mundo corporativo. “Assim como as empresa privadas, vamos promover programas especiais de ajudas técnicas,
Financiamentos e assessorias especiais que interliguem os vários trabalhos que estejam sendo desenvolvidos de modo que tudo funcione num sistema mais integrado e eficiente”. Ao final dos processos, serão realizadas avaliações de resultados para certificação do cumprimento de metas de inclusão das pessoa com deficiência ou necessidades especiais.
O entusiasmo da Dra. Linamara fez com que cumprisse uma agenda congestionada em suas visitas diárias a VII edição da REATECH Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação que aconteceu de 24 a 27 de abril. Sempre mostrando disposição em suas palestras, a secretaria compartilhou e captou idéias neste com todos que tiveram a oportunidade de conviver neste espaço de novos produtos e serviços e que também atua como um importante fórum social.

abril2008

Read Full Post »

O SONHO DE UM LIDER !

Read Full Post »

Older Posts »