Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2009

3INeIRIS

 Aconteceu na última quarta-feira (29/4), das 11 horas às 22 horas, o Balcão da

Cidadania do Shopping Iguatemi (Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232 ? Jd. Paulistano), em São Paulo, onde foi cenário para uma ação de conscientização no Dia Internacional do Cão-Guia, que é comemorado toda última quarta feira do mês de Abril. A ação, coordenada pela ONG IRIS – Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social-, tem a missão de chamar atenção para uma triste estatística: o Brasil possui 1,2 milhão de deficientes visuais e apenas 60 cães-guia aproximadamente. No Brasil as pessoas com deficiência visual, tem o amparo da LEIfederalN 11.126, DE 27 DE JUNHO DE 2005, de autoria do Senador Romeu Tuma, que permite a livre circulação dos Cegos com seus cães guias em todo e qualquer ambiente.

 Segundo Thays Martinez, presidente do IRIS e dona do labrador Diesel, as estatísticas internacionais demonstram que de 1% a 2% dos deficientes visuais utilizam o cão-guia, ou seja, o Brasil tem uma demanda potencial de usuários de mais de 10 mil pessoas. A advogada, que é deficiente visual desde os quatro anos, conduz o Projeto Cão-Guia, que defende a importância do acesso a instrumentos de inclusão social aos deficientes. Uma das formas de inclusão é justamente o cão-guia uma alternativa ao uso da bengala. O Instituto IRIS de Responsabilidade e Inclusão Social tem por missão facilitar a inclusão social das pessoas com algum tipo de deficiência, mas a principal atividade é o treinamento e doação de cães-guia para deficientes visuais. Para ampliar esse serviço e proporcionar uma melhoria na qualidade de vida de mais pessoas, o IRIS precisa de colaboração e gostaríamos de chamar atenção do público e das autoridades para esta causa e para as dificuldades encontradas para ampliar este serviço tão inclusivo. Ajuda financeira e voluntários para a socialização de filhotes são as nossas principais necessidades atuais?, detalha Thays Martinez.A melhoria na qualidade de vida é o principal benefício apontado por Genival Santos usuário do cão guia Layla:Voltei a enxergar no dia 22 de novembro de 2006 com os olhos de Layla. Os norte-americanos tratam os deficientes com respeito e sensibilidade, mas no Brasil ainda temos barreiras que são resultado da falta de informação. Com Layla já enfrentei problemas de acesso em locais públicos pela falta de conhecimento sobre o que representa o cão-guia para o deficiente visual, afirma o advogado, enfatizando que Layla trouxe à sua vida agilidade, confiança, facilidade de locomoção e, sobretudo, alegria.

 Bárbara Kirchner, presidente da 3IN, prestigiou o evento e participou do balcão apoiando a ONG IRIS.

IRIS

O Instituto de Responsabilidade e Inclusão Social (IRIS), entidade sem fins lucrativos, foi fundado em 2002, em São Paulo (SP), com a missão de desenvolver atividades que acelerem o processo de inclusão social das pessoas portadoras de deficiência visual. A prioridade institucional é a difusão do cão-guia como grande facilitador do processo de inclusão. O Instituto é o único no Brasil com um instrutor reconhecido pela International Guide Dog Federation (Inglaterra), especialmente qualificado pela Royal New Zealand Foundation for the Blind – Guide Dog Services (Nova Zelândia) entre 1996 e 1999.www.iris.org.br  íris@iris.org.br

Noticia publicada em quinta-feira, 30 de abril de 2009

Creditos da noticia:

http://www.3in.org.br/Popup_Imprimir.aspx?id=678&origem=noticia

Read Full Post »